Patrocinadora do evento, a CAIXA colaborou também com palestras e debates

Em sua 4ª edição, o evento vem desde 2015 reunindo diferentes segmentos da sociedade para apresentar e debater ações com foco no desenvolvimento das cidades brasileiras, tendo como base os Eixos Temáticos: Economia, Educação, Empreendedorismo, Energia, Governança, Meio Ambiente, Mobilidade, Saúde, Segurança, Tecnologia e Inovação e Urbanismo.

Durante o evento, realizado no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo, houve fórum com rodadas de negócios e palestrantes, reunindo mais de 2 mil participantes, recorde de público, 300 palestrantes e 90 painéis, que se apresentaram em 9 palcos simultâneos, além de contar com a realização de mais de 600 Rodadas de Negócios.

Também marcou presença no evento, por meio da participação nas Palestras, a Caixa Econômica Federal. O banco, que tem foco em promover o desenvolvimento sustentável do Brasil, apoia a iniciativa do Connected Smart Cities e vê grande potencial de investimento nacional nos setores que envolvem projetos de cidades inteligentes. De acordo com o diretor executivo da CAIXA, Antonio Gil Padilha Bernardes Silveira, trata-se também de uma oportunidade para ouvir os representantes do mercado, estados e municípios, suas propostas e demandas, além de conhecer algumas das experiências já praticadas no país. “A CAIXA entende que pode contribuir com os entes públicos que desejam estruturar projetos de cidades inteligentes, apresentando o Programa de Parcerias como um meio para obtenção dos investimentos em cidades inteligentes, via concessão ou Parcerias Público-Privadas (PPP).  Em função disso, pela terceira vez a CAIXA participa e apoia o Connected Smart Cities”, disse Silveira.

O executivo também enfatiza a relevância para a entidade em participar do evento, tendo em vista o desenvolvimento de cidades inteligentes no Brasil. “Para nós, é sempre uma oportunidade de estar em contato com os grupos de interesse, aprendendo com as experiências, projetos e visões de cada setor (público e privado). A CAIXA entende que as cidades inteligentes são um meio de viabilizar investimentos importantes em infraestruturas urbanas, considerando a digitalização da economia, os benefícios da organização em tempo real e distribuição dos serviços e recursos com eficiência e sustentabilidade. Para isso, temos participado de vários eventos e permanecemos em diálogo com diversos setores para viabilizar meios de financiar e estruturar bons projetos no setor de iluminação pública, que constituem uma porta de entrada para projetos de Smart Cities”, comenta.

Já sobre as várias iniciativas da plataforma Connected Smart Cities, como o Ranking, os Encontros Regionais, o Prêmio e o Evento Nacional, por exemplo, Silveira cita: “a CAIXA entende que essas atividades podem ser instrumentos de divulgação de boas práticas, bons modelos e valorização do trabalho. Sendo assim, a empresa acredita que trata-se de um diferencial importante do projeto, pois além de reunir as pessoas e os grupos capacitados, estimula a diversidade de projetos, cujos principais beneficiários são os habitantes das cidades que recebem os investimentos.”

No Encontro Regional Sudeste Connected Smart Cities, realizado em Belo Horizonte em junho deste ano, o banco apresentou o Programa de Parcerias CAIXA. O principal produto do Programa é o Assessoramento Técnico para entes públicos que desejam estruturar projetos de concessão e PPP. Nesse contexto estão inseridos projetos de cidades inteligentes, especialmente no setor de iluminação pública, pois se constitui numa primeira abordagem para novos e vindouros projetos de digitalização dos serviços urbanos. Mais informações: http://www20.caixa.gov.br/Paginas/Releases/Noticia.aspx?releID=1285

Patrocinadora Ouro do evento nacional Connected Smart Cities, a CAIXA foi uma das mais de 60 instituições apoiadoras e/ou patrocinadoras do mais importante evento de cidades inteligentes do Brasil.

 

Para saber mais sobre o Connected Smart Cities, clique aqui!

Clique aqui e acesse as fotos do evento!