Diversas cidades ao redor do mundo estão aplicando a tecnologia em seus processos de gestão e otimizando seus processos e recursos em diversos setores, para conseguir o avanço no desenvolvimento inteligente das cidades é importante que haja discussões e apresentação de alternativas para este desenvolvimento.

O Connected Smart Cities envolve empresas, entidades e governos em um evento que tem por missão encontrar o DNA de inovação e melhorias para cidades mais inteligentes e conectadas umas com as outras, sejam elas pequenas ou megacidades. Para atingir este objetivo, unimos empresas de serviços e tecnologia de ponta, especialistas, governo e pessoas engajadas com a otimização das cidades do Brasil, buscando inspiração em soluções implantadas nas mais inteligentes cidades do mundo e trazendo novas ideias.

O evento retorna em sua 3ª edição reunindo o setor público e privado em discussões para fomentar o desenvolvimento das cidades brasileiras rumo a torna-las mais inteligentes.

Confira abaixo as temáticas envolvidas no evento:

URBANISMO SUSTENTÁVEL NAS CIDADES

Planejamento e design urbano; construção verde; agricultura urbana; poluição do ar; água; carbono zero; Smart Grid; microgrid; eletromobilidade; tecnologias e gerenciamento de energia; política e regulação; iluminação pública; economia circular.

MOBILIDADE E ACESSIBILIDADE NAS CIDADES

Plano de mobilidade; sistemas de transportes inteligentes; integração do transporte; ciclovias; transporte público; pedestre; gestão de tráfego; políticas públicas para transporte; mobilidade como um serviço da cidade.

CIDADES CONECTADAS

Internet das coisas; Big data; redes inteligentes; aplicativos; Wi-Fi aberto; segurança cibernética; proteção de dados; privacidade; desenvolvimento da plataforma da cidade; análise e gerenciamento de dados; e-segurança; vigilância.

CIDADES PARTICIPATIVAS E ENGAJADAS

Plataformas de participação e colaboração dos cidadãos; participação social; inovação e dados abertos; avaliação de desempenho, indicadores e métricas; transparência; capacitação para engajamento dos cidadãos; governança; integração de serviços; desenvolvimento de métodos participativos.

CIDADES EMPREENDEDORAS

Economia criativa; inovação; apoio e fomento para o desenvolvimento de startups; políticas públicas para promoção do empreendedorismo; colaboração; co-criação.

CIDADES PRÓSPERAS

Promoção do desenvolvimento econômico; modelos de financiamento; parcerias público-privadas; desenvolvimento de clusters produtivos; economia social; cocity.

CIDADES HUMANAS, RESILIENTES E INCLUSIVAS

Envelhecimento da população; saúde; educação; capacitação; equidade de gênero; cultura; serviços públicos e sociais; inclusão; esporte; recuperação de desastres; inundações.