a


Don’t _miss

Wire Festival

 

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nullam blandit hendrerit faucibus turpis dui.

LANGUAGE

O que você está procurando?

>Cidades conectadas >A green4T apresenta soluções de infraestrutura digital no Connected Smart Cities 2019

A green4T apresenta soluções de infraestrutura digital no Connected Smart Cities 2019

Entre os temas abordados no Connected Smart Cities, destaca-se Cidades Conectadas, que contempla os eixos temáticos: Tecnologia e Segurança. E a green4T apresentará, no evento, soluções de infraestrutura digital que suportam o processo de transformação digital das cidades.

 

São Paulo recebe nos dias 17 e 18 de setembro o Connected Smart Cities, mais importante iniciativa de cidades inteligentes do país. A quinta edição do evento acontece no Centro de Convenções Frei Caneca e reunirá mais de dois mil participantes, entre especialistas dos mercados público e privado.

A Expo do CSC conta com a participação de empresas e entidades nacionais e internacionais com atuação no mercado de cidades inteligentes, como a green4T, que mais uma vez comparece ao evento para apresentar soluções de infraestrutura digital, com aplicações voltadas especialmente para smart cities.

Em entrevista ao CSC 19, o diretor de IoT & IoC Solutions da green4T, Pascal Cyril Toque, falou sobre a participação da empresa no evento, ressaltou as soluções que serão apresentadas e, também, falou da aquisição da Scipopulis pela green4T, uma empresa reconhecida pela sua experiência na integração e análise de dados para cidades inteligentes e soluções de mobilidade urbana. A startup agora integra o portfólio de soluções da green4T complementando sua oferta para Cidades Inteligentes.

 

A empresa também participará do Painel Cidades Seguras – Segurança Pública integrada e conectada, que abordará temas como: Centro de Operações Rio e o papel dos centros de comando e controle urbanos na construção de cidades mais inteligentes e resilientes; Reconhecimento facial e comportamental para combate e prevenção de crimes; e Tendências de Vídeo Wall para Centros de Comando e Controle na América Latina para 2019-2020.

 

Confira a entrevista com Pascal Cyril Toque:

 

CSC: Por que participar mais uma vez do Connected Smart Cities e quais as expectativas?
Pascal Cyril Toque: Sendo um dos principais eventos do Brasil focado em smart cities, um tema emergente na economia atual, o Connected Smart Cities é uma excelente vitrine para apresentarmos nossas soluções e discutirmos os desafios de nossos clientes num ambiente qualificado. Vivemos em um mundo de cidades e nosso planeta é cada vez mais urbano. Até 2050, mais de 70% da população mundial viverá nas cidades, as quais serão os motores de crescimento da economia global, responsáveis por 80% do PIB mundial, segundo estudo do World Economic Forum. No Brasil, mais de 80% da população já vive em ambientes urbanos. Entendemos a relevância de Cidades Inteligentes neste contexto, por isso queremos aprofundar o relacionamento e interação com gestores públicos, para dialogarmos sobre seus objetivos, planos de investimentos e suas principais preocupações.

 

CSC: Qual a relação entre a atuação da empresa com o Connected Smart Cities e com o tema cidades inteligentes?
Pascal Cyril Toque: Planejar, dimensionar e implantar as soluções e novas tecnologias compondo um projeto de smart city é um grande desafio, dada a sua multidisciplinariedade, abrangência e complexidade de concepção e integração.

Entendemos que o desenvolvimento de smart cities precisa ser suportado por uma infraestrutura digital robusta, que deverá permitir por meio de sensores, câmeras ou qualquer outro tipo de dispositivo a coleta e captura de informações. Todos esses dados precisarão ser transmitidos, processados e armazenados por meio de uma infraestrutura de TI segura e de alta disponibilidade. Finalmente, todas essas informações precisarão convergir para um centro de gestão integrada da prefeitura onde serão analisadas e gerenciadas para embasar tomadas de decisões em áreas estratégicas de governo, como segurança pública, mobilidade, educação, saúde e outras.

Nesse cenário, a green4T se posiciona como um provedor da solução integrada da infraestrutura digital para smart city e como “trusted advisor” dos gestores da prefeitura para apoiar e suportar o processo de desenvolvimento e implementação de uma cidade inteligente, humana e conectada.

CSC: A green4T desenvolveu alguma iniciativa/projeto a partir das ações do Connected Smart Cities? Se sim, quais?
Pascal Cyril Toque: Além das estratégias apontadas anteriormente, que atendem à área de smart cities dentro do escopo dos negócios que já praticamos, nossa participação no evento Connected Smart Cities nos permitiu identificar novas necessidades dos gestores das cidades em relação à análise e gestão da informação. Como resultado destes debates, ficou óbvia para nós a complementariedade da Scipopulis ao nosso portfólio, uma empresa com capacidade única de desenvolvimento da camada sistêmica de consolidação, integração, correlação e análise de dados em tempo real, a qual chamamos de Plataforma de Integração e de Gestão de Dados. Esta plataforma congrega dados provenientes de diversas fontes tais como sensores, bancos de dados, sistemas ou ainda big data. Além de permitir a visualização de várias camadas de informação inerentes à gestão da cidade como mapas, sistemas georeferenciados, relação de eventos e alarmes, vídeo monitoramento ou ainda mídias sociais, em uma única interface gráfica, intuitiva e orientada para usuário com dashboards e relatórios gerenciais customizados.

O principal benefício da plataforma é o gerenciamento integrado de diferentes informações e de eventos relacionados às diferentes áreas envolvidas na gestão da cidade (segurança, mobilidade urbana, saúde, educação, etc.), maximizando a agilidade e a inteligência na tomada de decisões e proporcionando a atuação integrada dos atores envolvidos desde o cadastro de um evento até a sua resolução.

Dentre as soluções da Scipopulis está o Painel do Ônibus: uma ferramenta já utilizada pela cidade de São Paulo, de monitoramento do transporte público em tempo real para gestão, planejamento e operação do sistema de transporte das cidades.

 

CSC: De que forma o evento pode contribuir para disseminar os produtos e/ou serviços da companhia?
Pascal Cyril Toque: O evento, tanto por meio da conferência e exposição em si, como por meio das divulgações sobre nossa participação por parte de seus organizadores, deverá contribuir com uma maior visibilidade das nossas soluções para o segmento de smart cities.

 

CSC: Que produtos e/ou serviços serão apresentados no Connected Smart Cities 2019? Quais as novidades que o mercado e os participantes devem esperar?
Pascal Cyril Toque
: Apresentaremos nossas soluções de infraestrutura digital, que atendem todas as necessidades e fases de implementação de uma cidade inteligente. Ofertando de forma integrada soluções de IoT, infraestrutura de TI, e Centros de Operações Inteligentes (IoC), e a Plataforma de Integração e de Gestão de Dados a empresa garante a infraestrutura necessária uma gestão coordenada, integrada e eficiente das cidades.

Queremos dar visibilidade também à Scipopulis, que foi selecionada como uma das “100 Startups to Watch” da revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios e, ao longo da sua trajetória de mais de 5 anos, conquistou diversos prêmios por sua atuação inovadora, destacando-se a menção honrosa da 11ª turma da Startup Farm, o 1º Demoday Mobilab e o Prêmio Connected Smart Cities, entre outros.

 

CSC: Qual a importância da parceria com o Connected Smart Cities para a sua organização?
Pascal Cyril Toque: Essa é a terceira edição da qual participamos, apostamos e acreditamos na importância do evento para o desenvolvimento de tecnologias na área de Smart Cities. Como patrocinadores, é importante para nós estarmos associados a esse evento, por ele ser um polo muito relevante de relacionamentos com os gestores públicos e demais fornecedores de soluções para o mercado.

 

CSC: Qual a importância do evento para o setor considerando o mercado brasileiro, da América latina e mundial?
Pascal Cyril Toque: Nossa visão é que o evento possui uma abrangência nacional e permite uma articulação ampla. Nosso objetivo é que o evento nos ajude a desenvolver atividades e contratos dentro do mercado nacional. Entretanto, a interação com os principais circuitos e discussões internacionais também é relevante. Durante o evento, iremos realizar uma palestra, abordando temas relevantes e evidenciando nosso posicionamento de provedor completo para smart cities.

 

Para garantir a sua participação no Connected Smart Cities, clique aqui!

 

 

REALIZAÇÃO