a


Don’t _miss

Wire Festival

 

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nullam blandit hendrerit faucibus turpis dui.

LANGUAGE

O que você está procurando?

>Urbanismo sustentável nas cidades (Page 4)

O desenvolvimento de cidades inteligentes e conectadas está diretamente relacionado aos investimentos em ciência e tecnologia, garantindo expansão sustentável no curto, médio e longo prazo. E o resultado vai além do crescimento econômico do país, pois reflete primordialmente na qualidade de vida da população. Nesse sentido, as Parcerias Público-Privadas (PPPs) se fazem necessárias e urgentes.

Para o Presidente da NTU – Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos, Otávio Vieira da Cunha Filho, o desenvolvimento de cidades inteligentes proporciona mais qualidade e harmonia entre serviços ofertados, integrando os diversos setores da sociedade em busca da utilização eficiente dos recursos disponíveis, possibilitando, por exemplo, o crescimento urbano planejado e mais assertivo.

“Especialmente quanto à mobilidade urbana, podem-se discutir oportunidades que a recoloca no centro de importantes soluções para construção de cidades conectadas, promovendo aos cidadãos deslocamentos mais sustentáveis, seguros, acessíveis e inclusivos. Hoje, o transporte público carece de importantes políticas de incentivo, valorização e planejamento. Faltam projetos de priorização, recursos para investimentos em infraestrutura, políticas tarifárias adequadas, redes de transportes integradas, entre outras ações. As Smart Cities surgem como uma estratégia fundamental para o aprimoramento dos serviços de transporte e desenvolvimento de novos modelos de cidades inteligentes e conectadas”.

De acordo com o executivo, o primeiro passo para o desenvolvimento de Smart Cities no Brasil considerando o atual contexto econômico está relacionado a oferta de serviços essenciais de forma inteligente, como a saúde e educação universal e a priorização do transporte público, ou seja, a mobilidade urbana. “O ambiente, a economia e a sociedade devem estar interligados, criando um ecossistema unificado. É preciso desenvolver políticas integradas de desenvolvimento urbano para os municípios, promover a capacitação contínua do quadro de técnicos para operação e, principalmente, profissionais qualificados para pensar e propor medidas que melhorem as condições da vida da população urbana”, comenta o Presidente da NTU.

Sobre a importância de um evento como o Connected Smart Cities, Otávio Vieira da Cunha Filho cita que eventos assim promovem um importante espaço de discussão sobre o desenvolvimento urbano inteligente das cidades. “O Connected Smart Cities possibilita a reunião de profissionais dispostos a discutir os problemas e apontar soluções para que a sociedade tenha serviços mais eficientes, com maior segurança e menos poluição, por exemplo. Iniciativas como essa devem ser incentivadas e disseminadas na tentativa construir importantes mecanismos para troca de experiências e ideias propositivas, as quais a NTU apoia fundamentalmente”, conclui.

Para acessar a programação do Connected Smart Cities, clique aqui!

O desenvolvimento de cidades inteligentes e conectadas está diretamente relacionado aos investimentos em ciência e tecnologia, garantindo expansão sustentável no curto, médio e longo prazo. E o resultado vai além do crescimento econômico do país, pois reflete primordialmente na qualidade de vida da população. Nesse sentido, as Parcerias Público-Privadas (PPPs) se fazem necessárias e urgentes. Para o Presidente da NTU – Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos, Otávio Vieira da Cunha Filho, o desenvolvimento de cidades inteligentes proporciona mais qualidade

O Arquiteto urbanista, diretor da Myr Projetos Sustentáveis e especialista em meio ambiente e urbanismo, Sergio Myssior, aponta que as 100 maiores cidades tratam de apenas 41% de seu esgoto (38% da média nacional). Ele ainda destaca que cada R$1,00 investido em saneamento gera economia de R$4,00 na área de saúde, além de que o acesso à rede de esgoto aumenta a produtividade do trabalhador em 13,3%. EIXO TEMÁTICO: URBANISMO SUSTENTÁVEL NAS CIDADES PAINEL: AS CIDADES REPRESENTAM PÓLOS DE ATRAÇÃO PARA O

A região Nordeste foi o berço da colonização portuguesa no país e o centro financeiro do Brasil até meados do século XVIII. A região é um atrativo turístico por sua biodiversidade, centros históricos preservados que remontam a época colonial e pelo litoral de praias paradisíacas. Milhões de turistas desembarcam em aeroportos nordestinos todos os anos e a região está, cada vez mais, se expandindo e melhorando sua infraestrutura para satisfazer a demanda e se tornar uma smart city. O campo da

Adriana Hansen destaca que 75% da população residirá em cidades a partir de 2050 e que o aumento esperado na geração de resíduos até 2025 é de 70%. Ela participou do Spotlight talks que abordava a visão da economia circular para cidades inteligentes e competitivas, trazendo as seguintes reflexões: -Como retornar os nutrientes das nossas cidades para o meio? -Como aproveitar a energia dos nossos resíduos? EIXO TEMÁTICO: URBANISMO SUSTENTÁVEL NAS CIDADES PAINEL: SPOTLIGHT TALKS: VISÃO DA ECONOMIA CIRCULAR PARA CIDADES INTELIGENTES

CLIQUE AQUI E VEJA AQUI OS DESTAQUES DO RANKING CONNECTED SMART CITIES DA CIDADE DE SALVADOR Salvador é reconhecida em todo país por sua gastronomia, música e arquitetura, tornando-se um importante ponto turístico internacional. Primeira sede da administração colonial portuguesa no Brasil, é considerada uma das primeiras cidades planejadas e uma das cidades mais antigas da América Latina. Além de ser destaque por sua cultura e história, Salvador está se desenvolvendo para se tornar uma smart city, recebendo destaque em diversas áreas no

EDIÇÃO 2019

PATROCÍNIO APRESENTADOR

PATROCÍNIO DIAMANTE

PATROCÍNIO OURO

PATROCÍNIO PRATA

PATROCÍNIO BRONZE

PATROCÍNIO APOIO

PARCEIROS ESTRATÉGICOS

APOIO INTERNACIONAL

APOIO INSTITUCIONAL ESTRATÉGICO

APOIO INSTITUCIONAL

APOIO DE MÍDIA

REALIZAÇÃO

EVENTO PARALELO