a


Don’t _miss

Wire Festival

 

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nullam blandit hendrerit faucibus turpis dui.

LANGUAGE

O que você está procurando?

>Posts tagged "cidades resilientes"

Na próxima quarta-feira (06 de junho), a capital mineira recebe o Encontro Regional Sudeste Connected Smart Cities. O evento, em parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte e com apoio do Governo de Minas Gerais, por meio da SEDECTES, será realizado no Auditório da Prefeitura de Belo Horizonte, das 8h30 às 17h30, e reunirá especialistas em Smart Cities.

 

O Encontro Regional Sudeste Connected Smart Cities tem o objetivo de debater soluções para o desenvolvimento das cidades com base em informações e necessidades de cada região e reunirá especialistas em cidades inteligentes.  Um dos destaques será a capital mineira, conhecida por concentrar 62 instituições de ensino superior e possuir um dos maiores parques tecnológicos do país.

Por meio do Programa Estratégico “Belo Horizonte Cidade Inteligente”, a capital vem implementando ações voltadas para o desenvolvimento da cidade e transformação dos serviços oferecidos, com o objetivo de proporcionar mais qualidade de vida à população. As novas tecnologias incorporadas fazem parte das ações sugeridas pelo Connected Smart Cities, iniciativa que tem o objetivo de desenvolver, nas cidades brasileiras, soluções inovadoras por meio da participação efetiva de empresas, entidades, governo e os cidadãos.

Os indicadores de desenvolvimento de Belo Horizonte e o Case de Desenvolvimento Sustentável da cidade, entre outros dados de capitais do Sudeste, serão apresentados no Encontro Regional Sudeste Connected Smart Cities, evento em parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte e com apoio do Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SEDECTES).  O Encontro será realizado no dia 06 de junho, no Auditório da Prefeitura de Belo Horizonte.

De acordo com o Ranking Connected Smart Cities Nacional, a capital mineira está na primeira colocação em Meio Ambiente e segunda em Saúde e Urbanismo. Já os projetos que compõem o programa Belo Horizonte Cidade Inteligente estão estruturados nos eixos Governança e Serviços ao Cidadão; Desenvolvimento Econômico e Urbanismo; Cultura Tecnológica e Inclusão Digital; Mobilidade e Segurança; Meio Ambiente, Sustentabilidade e Cidadania.

“Belo Horizonte é um polo tecnológico e temos indicadores importantes que precisam ser destacados, tais como: o quarto maior PIB do país, mais de 300 startups apenas no San Pedro Valley e 4 entidades que representam o setor de TI. Destaco, ainda, as iniciativas do Connected Smart Cities que têm contribuição efetiva nas ações com foco em tornar Belo Horizonte uma cidade inteligente, conectada e, principalmente, mais humana para os seus habitantes. No Encontro Regional Sudeste teremos, ainda, a oportunidade de apresentar o nosso projeto de iluminação pública, sendo o primeiro do país desenvolvido para essa área por meio de Parceria Público-Privada (PPP)”, enfatiza André Reis, Secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão de Belo Horizonte.

O Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais, Vinicius Rezende, destaca que o Governo tem desenvolvido projetos e iniciativas com grande impacto no Estado de Minas Gerais, como, por exemplo, os Agentes de Inovação, Meu Primeiro Negócio, além de políticas públicas que vem fortalecendo as cidades mineiras no cenário da inovação, sustentabilidade e cidades inteligentes. “O Governo de Minas Gerais trabalha para fomentar o ambiente de empreendedorismo e inovação no Estado, incentivando jovens a se envolverem com pesquisa e tecnologia. Nosso objetivo é aproximar grandes empresas e startups, gerando negócios e soluções inteligentes nas mais diversas áreas. A SEDECTES incentiva o debate de soluções para o desenvolvimento das cidades e apoia iniciativas como o Encontro Regional Sudeste Connected Smart Cities”, cita Rezende.

De acordo com Paula Faria, idealizadora do Connected Smart Cities e Diretora Executiva da Sator, o propósito do Connected Smart Cities é desenvolver e participar de ações que tenham como principal objetivo tornar as cidades brasileiras mais desenvolvidas e sustentáveis, onde os projetos implantados reflitam na qualidade de vida dos seus habitantes. “O nosso objetivo é unir forças, por meio da sinergia entre todos os envolvidos. Acreditamos e trabalhamos para que cada vez mais as nossas ações resultem em resultados efetivos, como os que temos acompanhado, por exemplo, em Belo Horizonte, Salvador, Florianópolis, Vitória, Recife, Fortaleza, entre outras cidades do país”, comenta.

A executiva ressalta, ainda: “Os Encontros Regionais permitem que o poder público avalie as melhores práticas de cidades inteligentes e, consequentemente, possa desenvolver ações que potencializem ainda mais os pontos fortes alcançados no Ranking Connected Smart Cities”, conclui.

Encontro Regional Sudeste Connected Smart Cities
Além da capital mineira, que no Ranking Connected Smart Cities Nacional está na quarta colocação na classificação geral, o Encontro Regional Sudeste Connected Smart Cities apresentará indicadores de desenvolvimento das cidades de São Paulo/SP, Campinas/SP, Rio de Janeiro/RJ e Vitória/ES.

Serviço
Encontro Regional Sudeste Connected Smart Cities – Belo Horizonte/MG
Data:
06 de junho de 2018
Horário: Das 08h30 (Credenciamento) às 17h30
Local: Auditório da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, localizado na Av. Afonso Pena, 1.212, Belo Horizonte/MG

Para mais informações sobre o evento, CLIQUE AQUI!

Para fazer a sua Inscrição no Encontro Regional Sudeste, CLIQUE AQUI!

 

Na próxima quarta-feira (06 de junho), a capital mineira recebe o Encontro Regional Sudeste Connected Smart Cities. O evento, em parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte e com apoio do Governo de Minas Gerais, por meio da SEDECTES, será realizado no Auditório da Prefeitura de Belo Horizonte, das 8h30 às 17h30, e reunirá especialistas em Smart Cities.   O Encontro Regional Sudeste Connected Smart Cities tem o objetivo de debater soluções para o desenvolvimento das cidades com base em informações e

A governabilidade democrática, a conexão entre diferentes atores e tecnologias para promover o direito à cidade para todos, além da colaboração em relação às mudanças climática, fazem parte do desenvolvimento de cidades sustentáveis e inteligentes. A Diretora Programática da Fundación Avina, Glaucia Barros, enfatiza a importância do desenvolvimento de smart cities, da atuação da entidade nesse processo e a importância do Connected Smart Cities na construção de cidades mais humanas no país. A Fundación Avina apoia o Connected Smart Cities 2018, que

Entrevista Milene Abla Scala, Vice-presidente da AsBEA - Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura. Para falar sobre a importância do desenvolvimento de smart cities no Brasil, o Connected Smart Cities entrevistou Milene Abla Scala, Vice-presidente da AsBEA - Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura. Milene Abla Scala cita que, no Brasil, a taxa de urbanização (percentagem da população da área urbana em relação à população total) praticamente dobrou nos últimos 50 anos chegando a 84% em 2010 (era 44% em 1960),

O desenvolvimento de cidades inteligentes e conectadas está diretamente relacionado aos investimentos em ciência e tecnologia, garantindo expansão sustentável no curto, médio e longo prazo. E o resultado vai além do crescimento econômico do país, pois reflete primordialmente na qualidade de vida da população. Nesse sentido, as Parcerias Público-Privadas (PPPs) se fazem necessárias e urgentes. Para o Presidente da NTU – Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos, Otávio Vieira da Cunha Filho, o desenvolvimento de cidades inteligentes proporciona mais qualidade

Ana Carla Bliacheriene, Advogada e Professora Livre-docente pela ECA USP, comenta sobre o impacto das Revoluções Políticas e Tecnológicas no mundo e discute sobre o Século XXI- ‘O Século das Cidades’. Ela aborda temas como gasto público, controle social preventivo e repressivo, participação social na tomada de decisão, modelos inaugurados pela tecnologia e desafios para o desenvolvimento das cidades inteligentes. EIXO TEMÁTICO: CIDADES PARTICIPATIVAS E ENGAJADAS PAINEL:  PROMOÇÃO DA INOVAÇÃO GOVERNAMENTAL: GOVERNANÇA PROATIVA PARA A CRIAÇÃO DE CIDADES PARTICIPATIVAS ORGANIZAÇÃO: EACH-USP TAG: GORVERNANÇA CONFIRA A

De acordo com Danielle Bressiani, responsável pela Pesquisa e Desenvolvimento no ClimaTempo, causas climáticas possuem impactos na gestão urbana, podendo resultar em desastres ambientais com perda de vidas e constante perdas na mobilidade, infraestrutura, com prejuízos econômicos e sociais. EIXO TEMÁTICO: CIDADES HUMANAS, RESILIENTES E INCLUSIVAS PAINEL:  A CIDADE PARA TODOS OS CIDADÃOS\ ORGANIZAÇÃO: CLIMATEMPO TAG: SAÚDE CONFIRA A APRESENTAÇÃO COMPLETA AQUI. 

Antônio Leitão, Gerente Institucional do Instituto de Longevidade Mongeral Aegon, levanta questões como ‘desafio de diminuir as disparidades e aproximas pessoas’; ‘como diminuir a segregação e a exclusão social’; ‘como o planejamento diminui as distâncias’. Ele também explica o que é o Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade (IDL), trazendo as medianas das variáveis de cidades grandes e das cidades pequenas. EIXO TEMÁTICO: CIDADES HUMANAS, RESILIENTES E INCLUSIVAS PAINEL:  A CIDADE PARA TODOS OS CIDADÃOS ORGANIZAÇÃO: INSTITUTO DE LONGEVIDADE MONGERAL AEGON TAG: SAÚDE CONFIRA A

O  Sócio Fundador e Diretor Criativo do ErêLab, Roni Hirsch, aponta que a última política pública para a primeira infância em São Paulo foi em 1938 e que o último investimento em mobiliário Urbano no Brasil foi em 1970. Com isso, ele destaca que investir na primeira infância é romper o ciclo da pobreza- sendo que $1 investido tem $8 como retorno à sociedade. EIXO TEMÁTICO: CIDADES HUMANAS, RESILIENTES E INCLUSIVAS PAINEL:  A CRIAÇÃO DE ESPAÇOS PÚBLICOS NAS CIDADES INCLUSIVAS E HUMANAS ORGANIZAÇÃO:

PATROCÍNIO APRESENTADOR

PATROCÍNIO DIAMANTE

PATROCÍNIO OURO

PATROCÍNIO PRATA

PATROCÍNIO BRONZE

PATROCÍNIO APOIO

PARCEIROS ESTRATÉGICOS

APOIO INTERNACIONAL

APOIO INSTITUCIONAL ESTRATÉGICO

APOIO INSTITUCIONAL

APOIO DE MÍDIA

REALIZAÇÃO

EVENTO PARALELO