a


Don’t _miss

Wire Festival

 

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nullam blandit hendrerit faucibus turpis dui.

LANGUAGE

O que você está procurando?

>Posts tagged "Cidades Sustentáveis"

Baseadas em dados globais do setor,  as geotecnologias e drones geram mais de R$ 1.5 bilhão em faturamento anual, segundo projeções da MundoGeo. E para abordar esse mercado e como as cidades vêm aplicando as geotecnologias para melhorar os serviços, a plataforma Connected Smart Cities e Mobility reunirá especialistas para apresentar as melhores práticas mundiais nesse segmento.

 

De acordo com estimativas da MundoGeo, a cadeia prática do setor de drones (aeronaves não tripuladas) movimentará, em 2019, R$ 500 milhões, representando um crescimento de 25% e superando os mais de R$ 400 milhões do faturamento alcançado em 2018. Pelos menos 70 mil Aeronaves Remotamente Pilotadas (Remotely-Piloted Aircraft – RPA) estão cadastradas no sistema da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), onde 44 mil são para uso recreativo e 25 mil para uso profissional. Os setores de drones e geotecnologias, que envolve os sistemas de posicionamento por satélite como GPS, satélites e aviões que monitoram a terra, as plataformas de coleta de dados e análise das informações, além da prestação de serviços, juntos, geram anualmente mais de R$1.5 bilhão em faturamento e empregam atualmente 100 mil pessoas, de acordo com projeções da MundoGeo. Nesse sentido, é necessário repensar o modelo de planejamento urbano das cidades considerando o atual contexto de transformação  e que deverá permear a relação entre os agentes públicos e a população.

Com o objetivo trazer novas práticas mundiais para o desenvolvimento de cidades inteligentes, São Paulo recebe nos dias 17 e 18 de setembro, o Connected Smart Cities e Mobility, iniciativas voltadas para smart cities e mobilidade urbana, respectivamente. Os eventos deverão reunir mais de 3 mil participantes, cerca de 500 palestrantes, especialistas nacionais e internacionais, mais de 200 prefeituras e exposição de empresas que atuam com soluções para esse setor.

“Entre os temas dos eventos, destacam-se mobilidade urbana aérea, geotecnologias e drones. No espaço Arena Drones, os participantes conhecerão na prática as aplicações dessas tecnologias para tornar as cidades mais seguras, conectadas e desenvolvidas para as pessoas. A programação dos eventos traz uma agenda estratégica dedicada ao tema  e com abordagens fundamentais, como regulamentação, usos gerais e cases das cidades de São Paulo e Belo Horizonte”, disse a idealizadora do Connected Smart Cities e Mobility e diretora executiva da Sator, Paula Faria.

O CEO da MundoGeo, Emerson Granemann, que palestrará sobre o tema, cita que pensar as cidades sem considerar a importância crucial das geotecnologias e drones não é mais possível. “Levaremos para os eventos abordagens como: O Mercado de geotecnologias e drones no Brasil e no mundo e regulamentação; Plataformas orbitais, aéreas e terrestres para mapeamento das cidades; Geo e Drones na Indústria 4.0, com foco em smart cities, entre outros pontos. Sem dúvida, a geolocalização é a base para uma cidade inteligente, conectando diferentes disciplinas e ciências em beneficio da população”, enfatiza.

 

Case São Paulo – GeoSampa
Lançado em 2016, o GeoSampa, ferramenta de dados georreferenciados da Prefeitura de São Paulo, recebeu cerca de 850 mil visualizações apenas nos seis primeiros meses de 2019 e a expectativa para esse ano é atingir 2 milhões de acessos, superando o ano de 2018 (fechou com 1,3 milhão). O portal reúne dados da capital paulista, sendo aproximadamente 12 mil equipamentos urbanos, rede de transporte público, mapas geotécnicos e dados sobre a população, como densidade demográfica e vulnerabilidade social.

A coordenadora da GEOINFO – Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano da Prefeitura de São Paulo, Luciana Pascarelli Santos, que apresentará o case GeoSampa durante os eventos, cita que o GeoSampa traz todas as informações em um só ambiente,  compartilhando, inclusive, dados de outras secretarias, muitas vezes restritos a poucos servidores. “Uma consulta mais ágil permite não só um atendimento mais rápido, mas também mais qualificado. Com o uso da ferramenta já se constata a redução dos prazos de licenciamento de atividades na cidade, emissão de documentos cadastrais e a redução (ou mesmo eliminação) do tempo de acesso à informações, como o zoneamento de um imóvel. Anteriormente, o tempo médio para obter essa informação era de 60 dias e a consulta ao GeoSampa disponibiliza esse dado automaticamente.”

A coordenadora da GEOINFO reforça, ainda, que cidades inteligentes são antes de tudo integradas e que, e para isso, não basta apenas tecnologia, mas as ações de governo e o envolvimento das pessoas, fundamental nesse processo. “O uso dos dados para responder problemas e apontar soluções deve ser estimulado, e é isso que o GeoSampa faz. É importante destacar que a tecnologia permite melhorar desde a infraestrutura e o desenvolvimento econômico, até os níveis de sustentabilidade de uma cidade, melhorando, consequentemente, a qualidade de vida de seus cidadãos”, conclui.

Case Belo Horizonte ­- Cadastro Urbano Multifinalitário e o SINTER
A Agenda estratégica inovação, geotecnologias e drones do Connected Smart Cities e Mobility conta  também com o case sobre Belo Horizonte, referência em geoprocessamento. A apresentação será realizada pela Superintendente de Geoprocessamento Corporativo – Empresa de Informática e Informação do Município de Belo Horizonte (Prodabel), Karla Borges, no Painel: Cadastro Urbano Multifinalitário e o SINTER – Sistema Nacional de Gestão de Informações Territoriais.

 

Sobre o Connected Smart Cities e Mobility 2019 
Em sua 5ª edição, o Connected Smart Cities tem papel fundamental no desenvolvimento de cidades inteligentes no Brasil, por meio de iniciativas que fomentam ações concretas, envolvendo governos, empresas, entidades e especialistas nacionais e internacionais. A edição 2018 apresentou recorde de participantes e geração de negócios, reunindo mais de 2 mil participantes, 300 palestrantes e 90 painéis, que se apresentaram em 9 palcos simultâneos, além de contar com a realização de mais de 600 Rodadas de Negócios e apoio de cerca de 70 entidades. O Connected Smart Cities 2019 acontece nos dias 17 e 18 de setembro, em São  Paulo, e apresentará as novas tendências para o desenvolvimento de smart cities no País. Site: www.connectedsmartcities.com.br

 

Paralelamente ao evento, acontece o Connected Smart Mobility, a revolução da mobilidade Urbana, que contempla temas fundamentais sobre o tema em sua programação, como: mobilidade para as pessoas, mobilidade ativa, mobilidade compartilhada, veículos elétricos, análise de dados, conectividade & integração e tendências. Site: www.connectedsmartmobility.com.br

 

Serviço
Connected Smart Cities e Mobility
Data:
 17 e 18 de setembro de 2019
Local: Centro de Convenções Frei Caneca, Rua Frei Caneca, 569, Consolação, São Paulo/SP
As imagens do Connected Smart Cities podem ser acessadas por meio do link:www.flickr.com/photos/connectedsmartcities/albums

 

CREDENCIAMENTO IMPRENSA: Os jornalistas deverão solicitar o credenciamento pelo e-mail: imprensa@sators.com.br (Jornalista Eliane Jerônimo Bueno).  É necessário informar: nome, função, veículo e contatos.

 

Sobre a Sator
A Sator nasceu em 2005 como uma empresa de produção de eventos, passou a oferecer serviços de comercialização e comunicação para os eventos que organizava e, mais recentemente, descobriu-se como uma organização desenvolvedora de plataformas de negócios, que consiste em identificar, planejar e desenvolver oportunidades por meio de encontros presenciais, como seminários, feiras, rodadas de negócios, mídia online e impressa.

A empresa conta com uma ampla experiência na organização de eventos de aviação, tais como: a Labace – Latin American Business Aviation Conference & Exhibition (2007 a 2009), a Feira Nacional de Aviação Civil com curadoria técnica da ANAC (2008 a 2010), o Broa Fly-in (2006 a 2008), o Road Show Chile (2012), a Airport Infra Expo (2011 a 2018), Aviação em Debate (2015) e o IBAS – International Brazil Air Show (2017 e 2019). Também é responsável pelo Connected Smart Cities (2015 a 2019), PPP Awards & Conference (2017 e 2019), Fórum de Mobilidade (2018), Fórum Nacional do Combate à Criminalidade (2018 e 2019), Festival ABCR – Associação Brasileira de Captadores de Recursos (2019) e Connected Smart Mobility (2019).

 


Mais Informações à Imprensa
Assessoria de Comunicação e Imprensa do Connected Smart Cities e Mobility
Eliane Jerônimo Bueno (Mtb 50559)
+55 11 9 9234-4911
E-mail: imprensa@sators.com.br

 

 

 

Baseadas em dados globais do setor,  as geotecnologias e drones geram mais de R$ 1.5 bilhão em faturamento anual, segundo projeções da MundoGeo. E para abordar esse mercado e como as cidades vêm aplicando as geotecnologias para melhorar os serviços, a plataforma Connected Smart Cities e Mobility reunirá especialistas para apresentar as melhores práticas mundiais nesse segmento.   De acordo com estimativas da MundoGeo, a cadeia prática do setor de drones (aeronaves não tripuladas) movimentará, em 2019, R$ 500 milhões, representando um

Realizado nos dias 04 e 05 de setembro de 2018, em São Paulo, o evento nacional Connected Smart Cities tem recorde de participantes e geração de negócios. O evento reuniu mais de 2 mil participantes, 300 palestrantes e 90 painéis, que se apresentaram em 9 palcos simultâneos, além de contar com a realização de mais de 600 Rodadas de Negócios, superando os números das edições anteriores. A 4ª Edição do Connected Smart Cities, mais importante evento de cidades inteligentes do País,

Realizado nos dias 04 e 05 de setembro de 2018, em São Paulo, o evento nacional Connected Smart Cities tem recorde de participantes e geração de negócios. O evento reuniu mais de 2 mil participantes, 300 palestrantes e 90 painéis, que se apresentaram em 9 palcos simultâneos, além de contar com a realização de mais de 600 Rodadas de Negócios, superando os números das edições anteriores. A 4ª Edição do Connected Smart Cities, mais importante evento de cidades inteligentes do País,

A governabilidade democrática, a conexão entre diferentes atores e tecnologias para promover o direito à cidade para todos, além da colaboração em relação às mudanças climática, fazem parte do desenvolvimento de cidades sustentáveis e inteligentes. A Diretora Programática da Fundación Avina, Glaucia Barros, enfatiza a importância do desenvolvimento de smart cities, da atuação da entidade nesse processo e a importância do Connected Smart Cities na construção de cidades mais humanas no país. A Fundación Avina apoia o Connected Smart Cities 2018, que

É fundamental no processo de desenvolvimento de smart cities considerar as mudanças climáticas, o crescimento desordenado da população e o uso indevido do espaço e do solo, assim como os investimentos nas áreas estratégicas de energia e infraestrutura. Para falar sobre esses e outros pontos fundamentais para a sustentabilidade das cidades e do planeta, entrevistamos Andreia Banhe, Gerente do CDP Cities, States & Region America Latina. O CPD, organização internacional, sem fins lucrativos, opera o sistema de divulgação global referente às mudanças climáticas, a

O desenvolvimento de cidades inteligentes e conectadas está diretamente relacionado aos investimentos em ciência e tecnologia, garantindo expansão sustentável no curto, médio e longo prazo. E o resultado vai além do crescimento econômico do país, pois reflete primordialmente na qualidade de vida da população. Nesse sentido, as Parcerias Público-Privadas (PPPs) se fazem necessárias e urgentes. Para o Presidente da NTU – Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos, Otávio Vieira da Cunha Filho, o desenvolvimento de cidades inteligentes proporciona mais qualidade

Cristiane Crisci destaca, através de pesquisas de qualidade de vida, a finalidade da busca por imóvel e seus principais motivos. Ela ainda traz as transformações urbanas e a zona especial de interesse social, sempre abordando o tema do desenvolvimento de cidades inteligentes e sustentáveis. EIXO TEMÁTICO: CIDADES HUMANAS, RESILIENTES E INCLUSIVAS PAINEL:  A CIDADE PARA TODOS OS CIDADÃOS ORGANIZAÇÃO: ZAP TAG: SAÚDE CONFIRA A APRESENTAÇÃO COMPLETA AQUI. 

Em parceria com a Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e a Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas, será realizado, no dia 26 de outubro de 2017, o Encontro Regional Sul em Florianópolis. De acordo com Eduardo Moreira da Costa, um evento como o Connected Smart Cities é importante por “Despertar interesse para o tema e ajudar na formação de pessoas. Pessoas conectadas constroem Cidades mais Humanas, Inteligentes e Sustentáveis”. Eduardo Moreira da Costa é fundador e Diretor Presidente da Pi-Academy,

Jamile Sabatini Marques trabalha na área de Cidades Mais Humanas, Inteligentes e Sustentáveis por meio da Fecomércio/SC, na qual atua como Presidente da Câmara de Tecnologia e Inovação. É membro do conselho do International Journal of Knowledge-Based Development (IJKBD), membro do Comitê Assessor do Programa Start-up Brasil do MCTIC, participa do grupo de trabalho da Indústria 4.0 do MDIC, é membro do Conselho Municipal de Inovação de Florianópolis/SC. Além disso, compõe a Câmara Brasileira de Tecnologia da Informação da CNC

PATROCÍNIO APRESENTADOR

PATROCÍNIO DIAMANTE

PATROCÍNIO OURO

PATROCÍNIO PRATA

PATROCÍNIO BRONZE

PATROCÍNIO APOIO

PARCEIROS ESTRATÉGICOS

APOIO INTERNACIONAL

APOIO INSTITUCIONAL ESTRATÉGICO

APOIO INSTITUCIONAL

APOIO DE MÍDIA

REALIZAÇÃO

EVENTO PARALELO