a


Don’t _miss

Wire Festival

 

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nullam blandit hendrerit faucibus turpis dui.

LANGUAGE

O que você está procurando?

>Posts tagged "meio ambiente"

Entre os temas destacados no mais importante evento de cidades inteligentes do país, o CSC 19 traz a Agenda Estratégica de Saneamento Básico, por meio da parceria com a Fundação Ezute e Itron. Alternativas de financiamento, Tecnologias e Universalização do saneamento básico no Brasil, por exemplo, estão na pauta. 

 

De acordo com estudo da Confederação Nacional da Indústria (CNI) de 2018, para universalizar o acesso ao saneamento básico até 2033, conforme o Plano Nacional de Saneamento Básico (PNSB), o Brasil tem que investir anualmente pelo menos R$22 bilhões. No entanto, a média investida é de R$13 bilhões. Os dados de 2017 do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), apontam que apenas 83,5% da população do país tem abastecimento de água potável e 52,4% tem coleta de esgoto, onde somente 73,7% é tratado. Quando analisado as regiões, o estudo indica que o Sudeste, Sul e Centro-Oeste apresentam os melhores indicadores. Já o Norte e Nordeste estão com desempenho abaixo da média nacional.

Já a edição 2019 do Ranking (referente a 2017) da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes), aponta que, dos 1.868 municípios avaliados no estudo, 85 cumprem requisitos de saneamento básico. O Ranking avalia os serviços de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto, coleta e destinação adequada de resíduos sólidos. Os municípios participantes do levantamento são os que possuem os dados necessários para serem ranqueados. Os demais 3,7 mil municípios brasileiros sequer possuem essas informações.

Entendendo a importância do tema e a relevância para o desenvolvimento das cidades brasileiras, assim como o impacto que a falta do saneamento básico causa na qualidade de vida das pessoas e onera o sistema de saúde, que o Connected Smart Cities traz uma Agenda Estratégica sobre o assunto, dentro do tema Urbanismo Sustentável, por meio da parceria com a Itron e a Fundação Ezute. “O Eixo Temático saneamento básico é fundamental e urgente no Brasil. É preciso avançar nas políticas públicas nesse sentido, pois é inadmissível que pessoas possam viver sem acesso às condições mínimas e necessárias para o seu desenvolvimento com qualidade de vida. A edição 2019  do Connected Smart Cities vai debater, com os diversos atores, os variados aspectos que envolvem as questões sobre essa temática, como Alternativas de financiamento, Universalização, e Tecnologias para o saneamento básico no Brasil”, enfatiza a idealizadora do Connected Smart Cities e diretora executiva da Sator, Paula Faria.

O evento nacional Connected Smart Cities 2019, será realizado nos dias 17 e 18 de setembro, em São Paulo. Para conferir a Programação do CSC voltada para Meio Ambiente e Urbanismo Sustentável e demais temas abordados, CLIQUE AQUI!

 

 

Entre os temas destacados no mais importante evento de cidades inteligentes do país, o CSC 19 traz a Agenda Estratégica de Saneamento Básico, por meio da parceria com a Fundação Ezute e Itron. Alternativas de financiamento, Tecnologias e Universalização do saneamento básico no Brasil, por exemplo, estão na pauta.    De acordo com estudo da Confederação Nacional da Indústria (CNI) de 2018, para universalizar o acesso ao saneamento básico até 2033, conforme o Plano Nacional de Saneamento Básico (PNSB), o Brasil tem

Entre os temas do Connected Smart Cities, Meio Ambiente e Urbanismo Sustentável serão amplamente debatidos na edição 2019, por meio da Agenda Itron & Ezute. Em entrevista, o diretor de inovação e PPPs da Fundação Ezute, Thomas Strasser, destacou a renovação do Patrocínio ao CSS e pontos da pauta conjunta.   Nesse sentido, a Fundação Ezute, organização privada sem fins lucrativos que tem como missão contribuir para a transformação das organizações, apresentará, no Connected Smart Cities 2019, o modelo que a entidade

O Connected Smart Cities reunirá cerca de 300 palestrantes e 90 painéis, que se apresentarão simultaneamente em 9 palcos, nos dias 04 e 05 de setembro, em São Paulo. Entre os temas abordados, destacam-se Meio Ambiente e Urbanismo Sustentável nas Cidades. Desenvolver uma cultura de smart cities no Brasil pode ser o caminho para influenciar novos projetos urbanos. E o principal desafio é tornar possível a integração dessas novas implantações com o meio ambiente e seu entorno, com o objetivo de

Um estudo feito pela Universidade Federal de Santa Catarina- UFSC- tem como objetivo assimilar o conceito de cidade inteligente com o Ranking Connected Smart Cities. O estudo aborda o desempenho das cidades brasileiras em relação aos anos que essas foram avaliadas pelo ranking. Feito com o propósito de mapear as cidades com maior potencial de desenvolvimento no Brasil, através de indicadores que retratam inteligência, conexão e sustentabilidade, o Ranking Connected Smart Cities traz indicadores desenvolvidos pela empresa de consultoria Urban Systems,

Entrevista Milene Abla Scala, Vice-presidente da AsBEA - Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura. Para falar sobre a importância do desenvolvimento de smart cities no Brasil, o Connected Smart Cities entrevistou Milene Abla Scala, Vice-presidente da AsBEA - Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura. Milene Abla Scala cita que, no Brasil, a taxa de urbanização (percentagem da população da área urbana em relação à população total) praticamente dobrou nos últimos 50 anos chegando a 84% em 2010 (era 44% em 1960),

Carlos Frees destaca os desafios e oportunidades para Tecnologias do Ambiente de Demonstração, abordando temas como Mobilidade Urbana; Infraestrutura Digital; Energia, Iluminação, Água Gás e Saneamento; Qualidade de Vida, Segurança Pública, Saúde e Educação; Meio Ambiente e Prevenção de Desastres; Construção e Edificações Inteligentes; e Gestão Pública. EIXO TEMÁTICO: CIDADES CONECTADAS PAINEL: A TECNOLOGIA SEMPRE TEVE EFEITOS TRANSFORMADORES NA MANEIRA COMO AS CIDADES SÃO PROJETADAS E OPERADAS. QUAIS SÃO OS DESAFIOS E OPORTUNIDADES PARA AS CIDADES NA ERA DIGITAL?  ORGANIZAÇÃO: ABDI TAG: TECNOLOGIA CONFIRA A

O Arquiteto urbanista, diretor da Myr Projetos Sustentáveis e especialista em meio ambiente e urbanismo, Sergio Myssior, aponta que as 100 maiores cidades tratam de apenas 41% de seu esgoto (38% da média nacional). Ele ainda destaca que cada R$1,00 investido em saneamento gera economia de R$4,00 na área de saúde, além de que o acesso à rede de esgoto aumenta a produtividade do trabalhador em 13,3%. EIXO TEMÁTICO: URBANISMO SUSTENTÁVEL NAS CIDADES PAINEL: AS CIDADES REPRESENTAM PÓLOS DE ATRAÇÃO PARA O

A região Nordeste foi o berço da colonização portuguesa no país e o centro financeiro do Brasil até meados do século XVIII. A região é um atrativo turístico por sua biodiversidade, centros históricos preservados que remontam a época colonial e pelo litoral de praias paradisíacas. Milhões de turistas desembarcam em aeroportos nordestinos todos os anos e a região está, cada vez mais, se expandindo e melhorando sua infraestrutura para satisfazer a demanda e se tornar uma smart city. O campo da

Adriana Hansen destaca que 75% da população residirá em cidades a partir de 2050 e que o aumento esperado na geração de resíduos até 2025 é de 70%. Ela participou do Spotlight talks que abordava a visão da economia circular para cidades inteligentes e competitivas, trazendo as seguintes reflexões: -Como retornar os nutrientes das nossas cidades para o meio? -Como aproveitar a energia dos nossos resíduos? EIXO TEMÁTICO: URBANISMO SUSTENTÁVEL NAS CIDADES PAINEL: SPOTLIGHT TALKS: VISÃO DA ECONOMIA CIRCULAR PARA CIDADES INTELIGENTES

A primeira smart city planejada do Brasil está localizada no distrito de Croatá, em São Gonçalo do Amarante, apresentando uma área total equivalente a 330 hectares, dos quais cerca de 500 mil metros quadrados correspondem à área verde. Ao todo, serão investidos US$50 milhões na ‘Smart City Laguna’, que também contará com projetos residenciais para todas as faixas de renda, incluindo ‘Minha Casa, Minha Vida’. O complexo residencial, comercial e industrial alcançou a marca de 2 mil unidades vendidas, aproximadamente 30%

PATROCÍNIO APRESENTADOR

PATROCÍNIO DIAMANTE

PATROCÍNIO OURO

PATROCÍNIO PRATA

PATROCÍNIO BRONZE

PATROCÍNIO APOIO

PARCEIROS ESTRATÉGICOS

APOIO INTERNACIONAL

APOIO INSTITUCIONAL ESTRATÉGICO

APOIO INSTITUCIONAL

APOIO DE MÍDIA

REALIZAÇÃO

EVENTO PARALELO