a


Don’t _miss

Wire Festival

 

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nullam blandit hendrerit faucibus turpis dui.

LANGUAGE

O que você está procurando?

>Posts tagged "Ranking Smart Cities" (Page 3)

Antônio Leitão, Gerente Institucional do Instituto de Longevidade Mongeral Aegon, levanta questões como ‘desafio de diminuir as disparidades e aproximas pessoas’; ‘como diminuir a segregação e a exclusão social’; ‘como o planejamento diminui as distâncias’. Ele também explica o que é o Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade (IDL), trazendo as medianas das variáveis de cidades grandes e das cidades pequenas.

EIXO TEMÁTICO: CIDADES HUMANAS, RESILIENTES E INCLUSIVAS
PAINEL: 
A CIDADE PARA TODOS OS CIDADÃOS
ORGANIZAÇÃO:
INSTITUTO DE LONGEVIDADE MONGERAL AEGON
TAG:
SAÚDE

CONFIRA A APRESENTAÇÃO COMPLETA AQUI. 

Antônio Leitão, Gerente Institucional do Instituto de Longevidade Mongeral Aegon, levanta questões como ‘desafio de diminuir as disparidades e aproximas pessoas’; ‘como diminuir a segregação e a exclusão social’; ‘como o planejamento diminui as distâncias’. Ele também explica o que é o Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade (IDL), trazendo as medianas das variáveis de cidades grandes e das cidades pequenas. EIXO TEMÁTICO: CIDADES HUMANAS, RESILIENTES E INCLUSIVAS PAINEL:  A CIDADE PARA TODOS OS CIDADÃOS ORGANIZAÇÃO: INSTITUTO DE LONGEVIDADE MONGERAL AEGON TAG: SAÚDE CONFIRA A

O  Sócio Fundador e Diretor Criativo do ErêLab, Roni Hirsch, aponta que a última política pública para a primeira infância em São Paulo foi em 1938 e que o último investimento em mobiliário Urbano no Brasil foi em 1970. Com isso, ele destaca que investir na primeira infância é romper o ciclo da pobreza- sendo que $1 investido tem $8 como retorno à sociedade. EIXO TEMÁTICO: CIDADES HUMANAS, RESILIENTES E INCLUSIVAS PAINEL:  A CRIAÇÃO DE ESPAÇOS PÚBLICOS NAS CIDADES INCLUSIVAS E HUMANAS ORGANIZAÇÃO:

O Arquiteto urbanista, diretor da Myr Projetos Sustentáveis e especialista em meio ambiente e urbanismo, Sergio Myssior, aponta que as 100 maiores cidades tratam de apenas 41% de seu esgoto (38% da média nacional). Ele ainda destaca que cada R$1,00 investido em saneamento gera economia de R$4,00 na área de saúde, além de que o acesso à rede de esgoto aumenta a produtividade do trabalhador em 13,3%. EIXO TEMÁTICO: URBANISMO SUSTENTÁVEL NAS CIDADES PAINEL: AS CIDADES REPRESENTAM PÓLOS DE ATRAÇÃO PARA O

A região Nordeste foi o berço da colonização portuguesa no país e o centro financeiro do Brasil até meados do século XVIII. A região é um atrativo turístico por sua biodiversidade, centros históricos preservados que remontam a época colonial e pelo litoral de praias paradisíacas. Milhões de turistas desembarcam em aeroportos nordestinos todos os anos e a região está, cada vez mais, se expandindo e melhorando sua infraestrutura para satisfazer a demanda e se tornar uma smart city. O campo da

Adriana Hansen destaca que 75% da população residirá em cidades a partir de 2050 e que o aumento esperado na geração de resíduos até 2025 é de 70%. Ela participou do Spotlight talks que abordava a visão da economia circular para cidades inteligentes e competitivas, trazendo as seguintes reflexões: -Como retornar os nutrientes das nossas cidades para o meio? -Como aproveitar a energia dos nossos resíduos? EIXO TEMÁTICO: URBANISMO SUSTENTÁVEL NAS CIDADES PAINEL: SPOTLIGHT TALKS: VISÃO DA ECONOMIA CIRCULAR PARA CIDADES INTELIGENTES

EDIÇÃO 2019

PATROCÍNIO APRESENTADOR

PATROCÍNIO DIAMANTE

PATROCÍNIO OURO

PATROCÍNIO PRATA

PATROCÍNIO BRONZE

PATROCÍNIO APOIO

PARCEIROS ESTRATÉGICOS

APOIO INTERNACIONAL

APOIO INSTITUCIONAL ESTRATÉGICO

APOIO INSTITUCIONAL

APOIO DE MÍDIA

REALIZAÇÃO

EVENTO PARALELO